24.8.10



"Este é um poema de amor


tão meigo, tão terno,


tão teu...


É uma oferenda aos teus momentos


de luta e de brisa e de céu...


E eu, quero te servir a poesia


numa concha azul do mar


ou numa cesta de flores do campo.


Talvez tu possas entender o meu amor.


Mas se isso não acontecer,


não importa.


Já está declarado e estampado


nas linhas e entrelinhas


deste pequeno poema,


o verso; o tão famoso e


inesperado verso


que te deixará pasmo,


surpreso, perplexo...


EU te amo,


EU te amo... "
CORA CORALINA


"Poeminha Amoroso"

4 comentários:

Patty Vicensotti disse...

Linda essa poesia :)

Pelos caminhos da vida. disse...

Cora Coralina, perfeito.

beijooo.

Adolfo Payés disse...

Un poema maravilloso de amor, tan sentido como vivido.

Un beso mi querida amiga..


Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos...

Renatinha disse...

É sempre bom ter um bom espelho...
salve cora!!!!!!
bjks