22.2.10




Entre dentes...

Palavras doces

transformam-se em gritos insolentes.

Lábios cerrados revelam-se em beijos ardentes.

Misturam-se salivas em silêncios quentes.

Calam-se verdades.

Dizem-se mentiras.

Maldosas ou inocentes...

Entre dentes...

Trocam-se desejos

por suspiros indecentes,

Engolem-se lágrimas tristes e contentes,

Fazem-se promessas.

Quebram-se juras.

Contam-se segredos.

Vontades e medos.

Entre dentes...

Do amor se faz ódio

E do ódio se faz paixão...

É entre dentes que tu me consentes

E que eu embalo o teu coração...





3 comentários:

Mariah disse...

Adoro passar por aqui.

Livinha disse...

E eis a vida seguindo em frente,
a dor se cala, e a gente toca,
sempre dispostos a proxima...

Linda essência minha querida
Saudades de ti
Bjss
Livinha

Adolfo Payés disse...

Que hermoso siempre pasar por tu espacio.. descubrirlo.. es extraordinario lo que escribes.

Un beso.


Un abrazo
Saludos fraternos..