15.3.10




Há dias em que não se voa

e não se sentem as asas nas costas,

nem se consegue largar o escuro do mundo,

e levantar voo e procurar cor.

4 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

E como há dias assim...

Bom dia amiga.

beijooo.

Fatima disse...

Como eu sei disso minha querida!
Bjs.

Gislãne disse...

eu sei o que é isso.

Chris Amag disse...

Olá, querida Andréa!

Não sei como consegue tirar das palavras soltas pensamentos que causam espanto e chegam a nos dar asas. Podemos voar junto com os seus versos e ver toda a poesia que lhe inspira.

Sabe, estava ausente, sem tempo, sem inspiração e vontade de postar e quando vi o seu poema fiquei surpresa em ler em suas palavras tudo o que estou sentindo.

E como sempre... Como consegue fotos tão perfeitas para representar os seus pensamentos?

"Asas nas costas, mas deitada, sem levantar voo, e um desenho em preto e branco para representar a busca da cor."

Amei!

Bjs
Chris Amag